COMUNICADO

Pedimos desculpas aos nossos fiéis observadores e apreciadores…o site ficará desatualizado pelo período compreendido entre os dias 04/03/2013 e 05/04/2013. A partir desta data o site volta com suas atividades diárias normais.Agradecemos a compreensão.

Crônica “A formiga e você” – 02.03.2013

Ilustração para crônica de Jura Arruda

Ilustração para crônica de Jura Arruda

“Imagina que você é uma formiga. Uma formiga saúva, uma formiga cortadeira. Você vive em uma colônia com milhares de outros indivíduos, formigas também. E todos têm tarefas a realizar. Você, corta folhas e carrega até a colônia. Lá, deposita-a no local adequado, junto com muitas outras folhas. Essas folhas vão criar fungos e esse é o objetivo porque você come fungos. É tão importante que haja folhas e fungos na despensa da colônia, que você levanta todo dia e vai cortar e carregar folha. Essa é sua vida….”

mendes 2013 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 02.03.2013

Crônica “Sobre águas turbulentas” – 26.02.2013

Ilustração para crônica de Donald Malschitzky

Ilustração para crônica de Donald Malschitzky

“Trânsito estressado de fim de tarde, relógio a se mover mais rápido do que o tempo que resta para o compromisso. Ditado chinês: “Se vai dar certo,  dará certo, então, para que se preocupar? Se vai dar errado, dará errado, então, para que se preocupar?”. Não funciona: olhos e relógio e buzinas se misturam. Ligo o rádio e levo certo tempo para reconhecer a  canção. Aumento o volume e identifico “Bridge over troubled water” com arranjos de blues e “spirituals”, como chamávamos as canções religiosas cantadas com ginga, banzo ou alegria pelos negros norte-americanos….”

mendes 2013 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 26.02.2013

Crônica “Noite turbulenta” – 26.02.2013

Ilustração para crôbnica de Paulo Clovis

Ilustração para crôbnica de Paulo Clovis

“Calor de fevereiro, paredes em brasa, sono e vigília numa alternância incômoda, cenas de rios torrenciais, irmãs pedindo socorro na tempestade, a Piaf menina de sorriso enigmático, mulheres enormes que rebolam no calçadão, homens de 60 que descartam parceiras de meia idade e, no auge do delírio, mas próximo do despertar, a frase de Stephen Hawking que vem inteira, repentina, muito tempo após ter sido lida: “continuo recebendo duas ou três cartas por semana afirmando que Einstein estava errado”….”

mendes 2013 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 26.02.2013