Crônica “O ronco” – 23.11.2012

Ilustração para a crônica de Léo Saballa

“O inimigo número um do sono é o ronco alheio. Não há quem consiga dormir ao lado de quem ronca. Joelhadas, cotoveladas e pontapés não surtem mais efeito. No máximo provocam um breve resmungo e a retomada da ópera macabra que atormenta os nossos sonhos. A cama trepida como se fosse um celular vibrando.Não adianta botar algodão e fone nos ouvidos. A Garganta arranha num ritmodesafinado que atinge milhões de decibéis. O pior é que o roncador, quando sacudido literalmente, tem a cara de pau e protesta com indignação: “Eu,roncando? Não é verdade. Nem dormi ainda”….”

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia  . 23.11.2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s