Crônica “Violência sem CEP” – 16.11.2012

Ilustração para a crônica de Thaís de Ferrand

“Eu dirigia pela avenida mais reluzente da cidade grande, com um pôr-do-sol cinzento e tímido, quando a notícia da terceira noite de violência deixando feridos e 11 atentados em Santa Catarina encharcou a alma com um pesar em tom alaranjado. Foi um misto de choque e ao mesmo tempo um imenso desconforto em constatar uma situação tão difícil de imaginar. Parece uma história que não combina com o lugar que é.A gente se acostuma a viver em cidades maiores onde tantas situações parecidas acontecem diariamente que se esquece que a violência não escolhe mais um CEP para acontecer. Aprendemos a andar com a janela fechada no carro, saímos menos de casa e evitamos certos cruzamentos como se evitar o mundo fosse mais uma de nossas pendências diárias. E como aquela crônica que circula pela internet sem autoria certa, a gente se acostuma a essas coisas, mas não deveria….”

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 16.11.2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s