Crônica “Pauliceia desvairada” – 09.10.2012

 

Ilustração para a crônica de Donald Malschitzky

Dizem que São Paulo não é para ser vista como visitante, é para ser entendida e absorvida, mas é difícil sair de Pirabeiraba e, depois de viajar com os joelhos quase encostados no peito para caber nas poltronas das “modernas aeronaves”,  cair no caos do trânsito paulista de uma sexta-feira à tarde, com compromisso profissional, e ainda querer olhá-la com outros olhos. Usando Caetano Veloso: “É que quando cheguei por aqui,  eu nada entendi/ da dura poesia concreta de tuas esquinas,/ da deselegância discreta de tuas meninas…””

 

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 09.10.2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s