Crônica “O Velhinho no palanque”

Ilustração para a crônica de Hilton Görresen

“O velhinho já havia passado dos noventa anos. Foi vereador na cidade por mais de trinta. Presidente da câmara. Tinha sido fundador do time de futebol, provedor do hospital e criador do coral citadino. Foi quem colocou a pedra fundamental no estádio olímpico da cidade. Agora, estava sendo homenageado com desfile e apresentações folclóricas.Colocaram-no num palanque, junto às autoridades. Havia trazido discurso. Falou durante meia hora, com voz tremida, pronunciando “esses” e “erres”, fazendo questão de ressaltar os “eles” finais (nacionall…), coisa de gente antiga. Depois, postou-se duro como uma estátua, as mãos sobrepostas em frente ao corpo, numa postura cívica, enquanto se sucedia a programação. Impassível. Vieram as apresentações de capoeira, pau de fita, grupos de balé. Depois de três horas, iniciou o desfile. Colégios, associações, escolas de samba passavam ininterruptamente. O apresentador, no alto-falante, dizia entusiasmado frases gastas….”

mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 05.09.2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s