Crônica “1968” – 26.09.2012

Ilustração para a crônica de Kátia Farret

“Em 1968 eu tinha 17 anos, cursava o terceiro ano da Científico no Colégio Maria Rocha de Santa Maria, e apesar das dificuldades que todos têm, eram bons tempos.1968 ficou no passado distante, e por força do dia a dia raramente lembro das pessoas com as quais conviviaa então e dos acontecimentos deste ano.Mas agora recebi o convite, a lista de alunos e as fotos, e então voltei a 1968….”

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 26.09.2012

Anúncios

Mãe de cachorro – 28.09.2012

Cães também sofrem com alergias características da primavera.

Atchim!
A primavera chegou e com as flores aumentam as alergias. Cerca de 30% dos cães brasileiros sofrem de processos alérgicos causados por fungos, bolor, tecidos (lã/algodão), fumaça de cigarros e charutos, tapetes e carpetes, pólen, grama, etc. Os alérgenos são variados e estão presentes por todos os lados, dificultando a identificação da causa da alergia sem um exame de sangue específico. Geralmente os veterinários trabalham com tratamentos por tentativa e erro, o que pode ser bastante sofrido para o animal.

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 28.09.2012

Crônica “O canto dos olhos” – 28.09.2012

Ilustração para a crônica de Thaís e Ferrand

“Sempre achei intrigante aquela passagem de Virginia Wolf pedindo que a gente encare a vida sempre de frente, olhando nos olhos, conhecendo-a pelo que é. A escritora dizia que isso é importante para aprender a amar a vida ao ponto de saber deixá-la de lado depois, como quem sabe se retirar ao final de um espetáculo. Nada de olhar de lado, desviando o inevitável.Foi pensando nisso que reparei no canto do olho, que poderia ser apenas o que é: um ângulo. E, mesmo assim, diz muito mais coisas do que somos  capazes de decifrar.Uma lágrima no canto do olho pode ser resultado de um sentimento contido e guardado por tanto tempo que precisa, uma hora ou outra, escoar para algum lugar. Pode ser o início ou o final de uma história; pode anteceder uma cena marcante na sala de cinema; pode acontecer na declaração inesperada de um ente querido; pode surgir no agudo de uma voz majestosa coroando a noite para uma plateia apaixonada….”

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 28.09.2012

Crônica “Carta para mim mesmo” – 28.09.2012

Ilustração para a crônica de Leo Saballa

“Bom dia, boa tarde, boa noite. Tanto faz.Qual a estação do ano em que você se encontra? Nem lembro mais do seu endereço. Ainda assim tenho convicção que vai passar por aqui para ler estas mal traçadas.Foi assim da última vez quando lhe entreguei o envelope em mãos. Sou remetente e destinatário. Percebi que a sua fisionomia estava alterada,bastante cansada. Você não agradeceu, não falou nada. Aliás, nem ergueu os olhos para mim. Pareceu-me triste e até meio envergonhado, perambulando no passado.Pensei muito no seu comportamento. Não estou aqui para questioná-lo e muito menos julgá-lo. Você fala se quiser.Prometo ouvir e contar bem pouco sobre mim….”

©mendes 2012 entre em contato
publicado no jornal Notícias do Dia 28.09.2012